você está em:

 


 

Homenagem a Wilson Pinheiro (1933-1980)

publicado em 20/07/2010


A data de 21 de julho de 2010 marca os trinta anos da morte de Wilson de Souza Pinheiro (1933-1980), seringueiro e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia, no Acre, e membro da Comissão Municipal Provisória do Partido dos Trabalhadores naquele município.

Pinheiro liderou o que ficou conhecido como “mutirão contra jagunçada”, episódio em que centenas de trabalhadores marcharam contra os bandidos que ameaçavam os posseiros da região, preservando, ao mesmo tempo, a floresta amazônica. Tomaram dezenas de rifles e entregaram as armas ao Exército. O desfecho do episódio foi trágico - acuados pela liderança de Pinheiro, latifundiários da região mandaram matar o seringueiro na noite de 21 de julho de 1980. 

A Fundação Perseu Abramo faz uma homenagem ao Wilson Pinheiro, que tombou numa guerra que ainda mancha de sangue várias regiões do Brasil.

Em documentos selecionados pelo Centro Sérgio Buarque de Holanda em seu acervo, depoimentos de lutadores como Chico Mendes (também assassinado), Elson Martins, e outros companheiros que estavam presentes nessa jornada, a FPA oferece ao público alguns registros inéditos da mobilização, nos anos 1980, dos trabalhadores seringueiros contra a injustiça. Alguns desses documentos integram o dossiê da Revista Perseu nº5, editada pelo CSBH, e que será lançada em agosto.

 

 

Tags:  




 

Partido dos Trabalhadores


FUNDAÇÃO PERSEU ABRAMO
Rua Francisco Cruz, 234 - Vila Mariana - CEP 04117-091 - São Paulo - SP - Brasil Fone: (11) 5571-4299 - Fax (11) 5571-0910