você está em:

 


 

Florestan Fernandes

publicado em 15/04/2006

Você sonha até quando está acordado, pois o sonho dos que defendem a revolução popular e democrática não nos surpreende dormindo."(...) Não sou pessimista como você. Os seus artigos às vezes me deixam perplexos. Você é um lutador de fibra e um homem que confia na massa do povo. Além disso, empenha-se em causas que outros julgariam românticas, pois são as causas da Humanidade em luta contra a barbárie. Como disse uma vez Lênin, é preciso sonhar.

Tags:  



 

Carlos Drummond de Andrade

publicado em 15/04/2006

Li e apreciei muito os (...) papéis que me mandou. Você é único. O texto sobre responsabilidade social dos meios de comunicação, excelente"

Tags:  



 

Otto Lara Resende

publicado em 15/04/2006

A sua atividade me impressiona. E me faz pena. Veja se me entende. "(...) Gratíssimo pelas suas providências tão rápidas, geniais.

Tags:  



 

Carlito

publicado em 15/04/2006

Por Malu, Maurício, Marquito, Luciana e Mariana
Por: 
Malu, Maurício, Marquito, Luciana e Mariana

Tinha consciência da importância da criatividade na luta contra a iniqüidade. Como guerrilheiro da palavra, teve pequenas e importantes vitórias nas batalhas do mundo da comunicação.carlito_pb Apenas duas palavras sobre essa página, mesmo porque quanto menos você fala, mais entendem você, ensinava Carlito Maia.

Tags:  



 

Autobiografia de Bertrand Russell, Prólogo

publicado em 15/04/2006

Por Bertrand Russell
Fonte

Prólogo traduzido por Carlito Maia

Fonte: 
<p>Pr&oacute;logo traduzido por Carlito Maia</p>
Por: 
Bertrand Russell

PARA QUE VIVI

Três paixões, simples mas avassaladoras, me dominaram a vida: o desejo de amor, a busca do saber e a insuportável piedade pelo sofrimento humano. Três paixões, como vendavais, me lançaram aqui e ali, em rumo desordenado, sobre as profundezas de um mar de angústia beirando o desespero.

Tags:  



 

OPTEI

publicado em 15/04/2006

Por Marcelo Auler
Fonte

Publicado em PASQUIM nº 20 – 02 a 08 de julho/2002

Fonte: 
<p>Publicado em PASQUIM n&ordm; 20 &ndash; 02 a 08 de julho/2002</p>
Por: 
Marcelo Auler

Certo dia, desfrutávamos da boa acolhida da família Kotscho, naquela aconchegante casa que ainda hoje permanece de portas abertas, na Cidade Universitária. Provavelmente comemorávamos algum aniversário, não importa. Era uma época em que não precisávamos de motivo para nos reunir, sempre tínhamos tempo para dividir entre os amigos e, o que é mais importante, não faltava assunto para as longas conversas.

Tags:  



 

1964 - Ato Institucional nº 1

publicado em 15/04/2006

"Fica, assim, bem claro que a revolução não procura legitimar-se através do Congresso. Êste é que recebe dêste Ato lnstitucional, resultante do exercício do Poder Constituinte, inerente a tôdas as revoluções, a sua legitimação".À NAÇÃO

Tags:  



 

Antonio Candido - prefácio livro Vale a pena sonhar

publicado em 15/04/2006

Por Antonio Candido
Fonte

Prefácio do livro Vale a pena sonhar, de Apolonio de Carvalho

Fonte: 
<p>Pref&aacute;cio do livro <em>Vale a pena sonhar</em>, de Apolonio de Carvalho</p>
Por: 
Antonio Candido

Este livro é feito com paixão discreta e sincera por um homem que pode olhar o passado, certo de que deu conta da sua tarefa muito além do que requeria o dever. E é o livro de alguém dotado de rara capacidade de viver rigorosamente conforme as suas convicções. No caso, convicções socialistas, constituídas bem cedo num processo de amadurecimento descrito nessas páginas.

Tags:  



 

Florestan Fernandes

publicado em 15/04/2006

"Em 1964, a minha inclusão em uma lista de professores a serem inquiridos pelos policiais militares estava ligada à minha própria vida intelectual. (...) Em 1964, puniu-se esse padrão intlectual, indesejável em uma sociedade na qual as eleites querem manter a sua ordem de qualquer maneira".Quando eu cheguei à universidade, eu era o Florestan de origem proletária, o que nunca neguei. Eu não procurei na universidade um meio de ascender socialmente e me confundir com as elites.

Tags:  



 

A Galope

publicado em 25/02/2006

Por Perseu Abramo
Fonte

 Folha de S. Paulo - Seção Educação em 28/11/1978

Fonte: 
<p>&nbsp;<strong><em>Folha de S. Paulo - </em>Se&ccedil;&atilde;o Educa&ccedil;&atilde;o em 28/11/1978</strong></p>
Por: 
Perseu Abramo

O professor Darcy Ribeiro, que foi ministro da Educação e um dos criadores da Universidade de Brasília, preparava-se para ir a uma conferência de Educação no México quando Eles chegaram e disseram: não pode.

 

Há uma semana atrás, o professor Paulo Freire, que foi criador do método que leva o seu nome e um dos educadores mais importantes do Brasil, preparava-se para vir a um Seminário de Educação em Campinas e aí Eles chegaram e disseram: não pode.

Tags:  




 

Partido dos Trabalhadores


FUNDAÇÃO PERSEU ABRAMO
Rua Francisco Cruz, 234 - Vila Mariana - CEP 04117-091 - São Paulo - SP - Brasil Fone: (11) 5571-4299 - Fax (11) 5571-0910